Antonio Amador

<amador.pintura@gmail.com>9 de abril de 2016 01:04

Para: natalia nichols <natalianichols@gmail.com>, luciana Grizotti <lugrizotti@gmail.com>, “Jandir Jr.” <mailexpressivo@gmail.com>, Aline Besouro <besouroaline@gmail.com>, Pollyana Quintella <pollyquintella@hotmail.com>, Maria Clara Boing <mariaclaraboing@gmail.com>, Max William Gua Selva <maxwilliammorais@gmail.com>, Leandro Santana <leandrosp_santana@hotmail.com>, heleprib@gmail.com, Helen Polycarpo <helenprib@gmail.com>, Dally Schwarz <dallyschwarz@gmail.com>

Olá, Pessoas!

Durante a roda de astrologia que aconteceu na última quarta-feira, surgiu uma ideia entre os participantes (Eu, Lu e Jandir) que achamos legal e queremos compartilhar com vocês.

A ideia é montar um espaço virtual sobre a produção de cada uma. Assim, achamos que a partir da conversa sobre a produção do outro, possa gerar algum tipo de propulsão, estímulo, referência ou qualquer outra coisa.

Nesse sentido, este é um convite para participar. Quem topa isso?

Para as coisas não ficarem no ar e em um “sim, vamos fazer e nunca acontece” Montamos um pequeno cronograma.

A pessoa que for mandar a produção para o grupo, irá enviar por e-mail o seguinte material

*Produção. (Portifólio / texto/ artigo/ ensaio/ poesia/ pedra/ joelho/ etc.)*MiniBio em 5 linhas*Texto de, no mínimo, uma palavra até, no máximo, uma lauda sobre pesquisa pessoal.

O grupo irá apreciar esse material e enviar para a pessoa alguma resposta sobre o que acha dessa produção. Acho o texto uma plataforma legal, pois cria um espaço de diálogo crítico com a produção do colega, entretanto, pode ser livre também.

Logo após, outra pessoa irá mandar a sua produção e o ciclo recomeça.

O que acham? Quem quiser topar, peço que por gentileza, responda esse e-mail de forma positiva. Também pode ser legal, quem quiser, chamar outras pessoas que não estão nesse e-mail e que toparia entrar nessa ideia.

Aguardamos respostas até o dia 13/04. Por que esse dia? Segue calendário abaixo:

Envio de produção –

Antonio Gonzaga Amador

13/04

Respostas: 27/04

Envio de produção –

Luciana Grizotti

02/05

Respostas: 15/05

Envio de produção –

Jandir Jr.

16/05

Respostas: 29/05

Envio de produção –

aberto a uma próxima pessoa

30/05

Respostas: 13/06

O calendário está aberto as pessoas próximas que quiserem aderir!

Abraços e bom final de semana a todos!

Antonio Gonzaga Amador.
Site: www.antonio-amador.com
Fanpage: https://www.facebook.com/amadorarte

 

leandrosp_santana@hotmail.com

<leandrosp_santana@hotmail.com>9 de abril de 2016 01:09

Poxa, acho a ideia super bacana e ficaria feliz em participar! 🙂

Enviado do Outlook Mobile

Aline Besouro

<besouroaline@gmail.com>9 de abril de 2016 08:49

achei lindo, podia lançar isso num blog tambeem, por mim ja to dentro da proxima data disponivel

Luciana Grizotti

<lugrizotti@gmail.com>9 de abril de 2016 11:09

Sim. Vai ser incrível. E Aline, acho ótimo a ideia do blog. Eu como sou uma pessoa dos antiquários e memórias, tinha até falado com os meninos que isso poderia gerar uma publicação no papel mesmo. Mas deixa fluir haha. Você então depois do Jandir!

Pollyana Quintella

<pollyquintella@hotmail.com>9 de abril de 2016 11:11

muito legal pssoal. to dentro.

Dally Schwarz

<dallyschwarz@gmail.com>9 de abril de 2016 11:35

Gente,

não consegui ir, mas acho que pode ser bem bacana sim! Vou me organizar pra estar no proximo!

Antonio Amador

<amador.pintura@gmail.com>13 de abril de 2016 23:05

Olá a todos! Boa noite!

Dando prosseguimento ao proposto, compartilho com vocês a minha produção.

Ela se encontra no formato de Portifólio. Minha miniBio se encontra dentro do portifólio.

Como o documento é grande, compartilho um link no drive para vocês visualizarem melhorLink:

https://docs.google.com/presentation/d/1SJBStpgyY9yGwKTFwAQhKU8TWWkLuQodsNLN0NQvLhk/edit#slide=id.g1100646e25_0_2

O texto sobre meus trabalhos está em anexo.

Obrigado,

Ps: só lembrar a data de dia 27/04 e que a próxima pessoa será a Luciana Grizotti no dia 02/05!

Antonio Gonzaga Amador.
Site: www.antonio-amador.com
Fanpage: https://www.facebook.com/amadorarte

 

Breve texto sobre minha pesquisa..docx

A pesquisa em processo, iniciada em 2014, parte de um desejo pessoal de produção de trabalhos em artes visuais sobre a minha condição biográfica e sua problematização. A condição biográfica focada é o fato de eu ser portador de Diabetes Mellitus tipo 1, doença metabólica, autoimune, crônica e de tratamento diário. Assim, pretende-se construir relações com essa condição biográfica específica e um contexto social e histórico do açúcar, buscando uma produção poética e de esgarçamento teórico-prático.

O primeiro movimento foi pensar a seguinte situação: Eu, um artista brasileiro portador de Diabetes e o açúcar. Dados da ADVFN¹ mostram que 70% do açúcar produzido no mundo provem da cana de açúcar. Dessa porcentagem, 21% dessa produção é brasileira, sendo o maior produtor de açúcar do planeta. Essa informação produz em mim uma zona de tensão. Como lidar com isso? Galeano (2005) em As veias abertas da América Latina traz um olhar claro para uma construção histórica sobre como isso aconteceu. Usando o nome de “Rei Açúcar” ele reflete como a cana de açúcar foi introduzida em contexto de exploração e criação de subdesenvolvimento no Brasil e que problemática isso provoca até hoje. A relação da história e cultura é explicada por Benjamin (2012) no texto “sobre o conceito de história”:

“Nunca houve um documento da cultura que não fosse simultaneamente um documento da barbárie. E, assim como o próprio bem cultural não é isento de barbárie, tampouco o é processo de transmissão em que foi passado adiante.” (p. 245)

Assim, essa “barbárie” explicitada por Benjamin e depois por Galeano pode ser visualizada nos dados atuais sobre o Açúcar.

Motivado por essa breve pesquisa, comecei a pensar trabalhos artísticos que trouxessem a tona essa minha condição biográfica específica, suas ramificações cotidianas e possíveis formas apresentação e linguagens do trabalho de arte.

¹ Informações retiradas do endereço eletrônico: http://wiki.advfn.com/pt/Commodity/:Açúcar, acessado pela primeira vez em 01/10/2014.

Jandir Jr.

<mailexpressivo@gmail.com>19 de abril de 2016 22:34

oi, antonio,

meu pai tem diabetes. escrevo isso antes de me deter com respeito ao seu trabalho, talvez porque sua atenção à sua condição diabética me transporte para cenas rotineiras que foram minhas paisagens domésticas desde nascido… ou mesmo porque elas me fazem vislumbrar um outro possível ao meu pai, já que você me lembra ele de alguma forma e já que ele me deu seu próprio nome, que agora carrego por aí… jandir jr.; só mais uma crítica sobre a condição autoral que tanto importa ao nosso campo artístico – ao assinar, sou meu pai também. e por isso me parece que falar sobre seu trabalho seja falar sobre mim mesmo, cara.

lembrei nisso do seu trampo co®tação do açúcar. é impossível que eu não tente farejar suas coisas a partir dos rastros desse corpo nordestino que acredito piamente que compartilhamos, eu, você e meu pai. eu não faço ideia de quem são os cortadores nos teus desenhos, mas eles poderiam ser daquelas pessoas as quais nos confundiríamos ao olhar de nossa janela dum ônibus à outra emparelhada, donde estariam. já aconteceu isso comigo: vi um homem num outro ônibus que estava num congestionamento ao lado do meu e pensei que este cara era meu reflexo. mas era mais um trabalhador cansado voltando pra casa, numa época em que eu era também um trabalhador cansado voltando pra casa.

eu acho q sei do que a diabetes do meu pai foi feita: de trabalho com alimentação ruim, alcoolismo, obesidade… melancolia disfarçada em dureza e sisudez masculina. mas hoje, meu irmão e minha irmã são também diabéticos. acreditamos que somos propensos a esta doença, ainda que eu insista em acreditar menos em motivos genéticos e mais em motivos sociais para a eclosão da diabetes no seio da minha família; trabalho, trabalho, trabalho…

hoje em dia eu convivo contigo em trabalho, te vendo todos os dias com papéis térmicos impressos com seus horários de entrada, saída, almoço… e controlando-os até onde dá, batendo cabeça com a máquina pra fazer ela produzir contigo, num ritmo de absurdos. seu trabalho todo com o açúcar acaba me parecendo, frente isso, a determinação dum ritmo outro pra sua própria doença…

“condição biográfica” é um termo engraçado que vc usa… não tanto pela palavra “biográfica” – acho que tudo tem se dado a partir da sua própria vida mesmo, né? – mas da palavra “condição”. me parece que imprimir suas próprias determinações ao que você chama condição seja o que caracteriza melhor aos meus olhos o que vc tem feito de mais surpreendente ultimamente. o que é paradoxal né – fazer a condição ser mutável é destituir ela mesma do lugar de condição, transformando-a em algo tão informe quanto o que não pode ser nomeado.

suas camisetas polo, bem sei eu, são parte dessa vontade de conduzir o ritmo. caso contrário, vc teria mudado seu vestuário ao entrar na universidade e ver aquelas pessoas todas vestidas como que num mundo paralelo ao do corriqueiro universo do homem comum anônimo nas vestes (logo, no corpo). e flertar com esse anonimato me parece tão absurdo a um artista… acho que me identifico.

desculpe falar sobre o que não está no seu portfólio. subverto a condução do ritmo que vc quis imprimir aqui – portfólio, minibio, texto sobre a pesquisa -, pois só desafiando seu procedimento de controle acredito te respeitar.

obrigado pela oportunidade.

té,

cargocollective.com/jandirjr

luciana Grizotti <lugrizotti@gmail.com>26 de abril de 2016 13:28

image

Ei pessoal, eu sou a próxima então. Depois do Jandir vai Aline? jandir, adorei o texto. Adicionei uma amiga na lista dos e-mail.

inté! ;*

Antonio Amador <amador.pintura@gmail.com>26 de abril de 2016 20:33

ótimo, lu! Mais gente muito bem vindo!

Antonio Gonzaga Amador.
Site: www.antonio-amador.com
Fanpage: https://www.facebook.com/amadorarte

luciana Grizotti <lugrizotti@gmail.com>3 de maio de 2016 11:43

Bom dia! Aí vão meus dados. Meu portfólio ainda tá em montagem por motivos maiores, mas já dá para pescar muitas coisas.

Um beijão,lu

Portfólio:
http://cargocollective.com/lucianagrizoti

Minibio:

Formada em Comunicação social pela UNESA, em Artes Visuais pela UERJ e praticante de Astrologia, ultimamente tenho intensificado a mistura de todas essas áreas. Arte educadora por 7 anos em Instituições da cidade do Rio de Janeiro, como Oi Futuro, CCBB e Museu de Arte do Rio. Também realizei algumas exposições pela cidade, parte delas está no meu portfólio, e pratico astrologia entre todas as atividades. O fio que conecta as atividades, aparentemente tão distintas, sem dúvida é a relação que estabeleço com as pessoas e suas vidas.

Texto sobre a pesquisa pessoal:
Como citei na minibiografia acima, entre atividades aparentemente distintas que desenvolvo, a conexão que estabeleço é a relação com as pessoas, as memórias que carregam e o diálogo que podemos construir acerca das suas vidas (até mesmo a minha vida pessoal), a cidade e identidade (seja individual ou coletiva). Meu trabalho artístico habita nas possibilidades que a relação entre o texto e imagem podem construir, é a partir da custura das duas linguagem que dou forma a toda a pesquisa que brevemente descrevi, não posso negar que essa forma de expressão se solidificou a partir das minhas práticas em comunicação social e arte educação, áreas que desenvolvem as formas de se expressar na fala, no texto e na imagem. Juntando todos os ingredientes na panela de pressão artística, produzo meu trabalho com várias pinceladas, que agora ganha mais uma com meus estudos astrológico, mesmo não sabendo em que momento, e nem de que modo, as atividades poderão se encontrar, não excluo qualquer interrelação.

Luciana Grizoti
http://cargocollective.com/lucianagrizoti

Jandir Jr. <mailexpressivo@gmail.com>3 de maio de 2016 21:56

image

Antonio Amador <amador.pintura@gmail.com>5 de maio de 2016 11:51

Olá, Lu!
Quando olho seus trabalhos, uma palavra sempre vem em minha mente: Processo.
É curioso pensar esse meu acesso aos seus trabalhos artísticos, pois é pensar que eles se desenvolvem intimamente ligados a você. Um trabalho que fala muito sobre como você se relaciona com as coisas do mundo, algo íntimo, mas que é ao mesmo tempo muito próximo a mim. Quando entro nos seus trabalhos, me dá a sensação que você partilha comigo essa intimidade. Eu me torno íntimo daquela sensação junto com você. E tudo isso se dá de uma maneira processo; algo nasce para mim naquele instante, eu percebo que isso tem um passado e que isso terá um futuro no qual eu não poderei mensurar, apenas se eu continuar vinculado aquilo.
Ultraútero. Eu falei tudo isso para me justificar em não conseguir me expressar direito a respeito desse trabalho. Ele me toca de determinada maneira que fica muito difícil falar. Olha que vi apenas o portifólio, pois a vontade que sinto é tê-lo perto de mim, materialmente. Acho que é a primeira vez que sinto uma necessidade de colecionismo arrebatadora. Vontade de olhar e ser olhado. De fazer parte desse processo. Entrar, imergir e emergir daquilo. Um mergulho para tocar e ser tocado.
………………..
“Panela de Pressão Artística” – adorei essa expressão. Acho que pensando o seu trabalho e as formas como ele se coloca no mundo, essa pressão artística no nosso campo(circuito) da arte é muito pertinente. A pressão que se(nos) coloca(mos) no processo artístico e como podemos tensionar essas coisas no mundo.

Espero…esse texto encontre  o toque que encontrei no seu trabalho,para você,
Lu.

Antonio Gonzaga Amador.
Site: www.antonio-amador.com
Fanpage: https://www.facebook.com/amadorarte

Aline Besouro <besouroaline@gmail.com>6 de maio de 2016 08:15

querides, não estou conseguindo atender a demanda de leitura e proposta desse email, por isso, não pretendo enviar meu portafolio antes de conseguir dar a atenção necessaria aos portafolios enviados anteriormente. farei isso tao logo for possivel.

beijos de amor

Jandir Jr. <mailexpressivo@gmail.com>18 de maio de 2016 11:32

Portfólio / texto/MiniBio/  estão aqui –
http://cargocollective.com/jandirjr

Beijos

Dally Schwarz <dallyschwarz@gmail.com>18 de maio de 2016 13:19

Po galera,

faço eco com a Aline, estou conseguindo ver um pouco de todxs mas ainda não tive como abrir meus diálogos. Assim que conseguir fazer isso, envio os meus.
Bjs!

Antonio Amador <amador.pintura@gmail.com>23 de maio de 2016 09:30

Olá,

Venho por meio dessa mensagem eletrônica a testar que aos vigésimo segundo dia do mês de maio de dois mil e dezesseis às quinze horas e quinze minutos na instalação artística Como viver no capitalismo sem dinheiro – Banco do Irreais, no Museu de Arte do Rio, Praça Mauá, número 5 e 10, Rio de janeiro, realizei uma fala destinada a pessoa que se auto declara “Jandir Jr” sobre sua produção artística e suas impressões que tal produção reverberam em minha pessoa.
Atesto a veracidade desse acontecimento e de seu conteúdo com o reconhecimento de firma, em futuro, desse e-mail no Primeiro Cartório de Arte do Rio de Janeiro, localizado na Rua Riachuelo, 325/ 806, Centro, Rio de Janeiro.
Atenciosamente,

Antonio Gonzaga Amador.
Antonio Gonzaga Amador.
Site: www.antonio-amador.com
Fanpage: https://www.facebook.com/amadorarte

luciana Grizotti <lugrizotti@gmail.com>24 de maio de 2016 14:41

Toda vez que eu penso em escrever um texto com referências teóricas, um viés mais acadêmico para exercitar todo meu estudo e escrita, algo me tira do foco e sai algo bem mais subjetivo. Será que sou Artista Textual? Contradizendo meu diploma de Artista Visual… A partir de hoje, se perguntarem minha profissão acho que devo dizer Artista Textual. O que acham? Obrigada por essa reflexão, pensei isso através das nossas trocas aqui.

Mas o assunto é Jandir. Jandir Jr., dialoguei com o papel sobre seu trabalho:

image